domingo, 26 de outubro de 2008

Fim de semana em South Bend!




Hoje venho especialmente para contar do Palácio Tropical. Um clube latino aqui em South Bend que eu fui com o pessoal do curso de inglês. Para começar fomos eu, Emma, Kristy, Andy. Lá encontramos Vincente (o Au Pair), Melissa e seu marido engraçadíssimo francês Johnatan. Bom, no começo bebemos uma cerveja aqui, outra ali até que a dona do bar se encantou com a gente e pagou uma rodada de tequila. Desceu redondo. Eu não podia beber tanto porque ia dirigir uns 15 minutos ainda. Não posso vacilar com o carro da família. Mas tudo bem. Dá-le cerveza. 

Rachei demais o bico, dancei sozinha, dancei com o Vincente, com o Andy. Nossa, foi demais. Mas também não posso deixar de contar o mico que paguei. Depois de 4 tequilas e não sei quantas cervejas (porque eu não sei mesmo), eu fui inventar de dançar salsa sozinha, no canto. E dancei, bastante até só que bebaça me desequilibrei e fui parar de bunda no chão. 
























Nessa hora você tem três opções:

1ª Levantar e fingir que nada aconteceu. (O que não era possível devido a grande quantidade de tequila na minha cabeça).

2ª Continuar sentada e dar risada de si mesma.

3ª Continuar sentada, rir e chorar, e querer um abraço porque sim você está bêbada e emotiva.

Eu fui pela segunda opção, e quando cai os três homens da mesa vieram em meu socorro. Eu fiquei com vergonha demais, e estou até hoje. Nunca tinha caído numa balada, nunca, e bom agora eu tenho história pra contar. Depois de cair eu levantei com a ajuda de um deles (porque eu obviamente não me lembro), e falei "Pronto, já deu". Se tem uma coisa que eu sei bem é meu limite. Aí fiquei só na água e na coca-cola, depois de umas 2 cocas e 2 águas eu me recuperei que comecei a entender o que eles falavam e consegui dirigir pra casa sem problemas.

Mas sim, eu estou morrendo de vergonha e ressaca moral..


Hoje, domingo, acordei 1 da tarde. Acho que desde que cheguei nos Estados Unidos que não consigo dormir tanto. Adorei. Fora que eu me lembrei muito dos domingos na minha casa de verdade. 
Geralmente de domingo, em casa, minha mãe e minha vó capricham no almoço. Eu acho que é porque minha mãe trabalha fora e nunca come comida fresquinha, e eu muito menos. E sempre que tem isso eu geralmente saio pra balada no sábado anterior. Aí acordo com música e fico puta, mas quando me levanto me deparo com minha mãe já trilili (porque tomou umas taças de vinho), reclamando porque eu não acordei antes e falando que eu e meu irmão não ficamos em casa e blá, blá, blá (mas isso passa em 05 minutos todos os domingos) e o almoço quentinho, fresquinho, e sempre bom.

Hoje eu acordei com música por causa do meu host, e por uns breves segundos achei que estivesse em casa. Foi tão bom quando durou.

Um comentário:

Gabs disse...

Ai caguei de rir neh meu!!!
Vc eh demais neh Saritcha!!!!
Tipos rola varias fofocas pra te contar mas ligo no seu celular e escuto...
Hi this is Sara Heck, I'm not here in the moment, I'm sorry... e bla, bla, bla, Wiskas! (lembra dessa propaganda?)
Beijocas