domingo, 19 de outubro de 2008

Saturday night

Sábado...Foi um dia estranho. Primeiro porque eu fui com Gabs para um Corn Maze. E o que é um Corn Maze?? Eu respondo, é um labirinto feio com milharal, e o negócio é insano. Primeiro porque você tem uma cartelinha com 12 pontos. Você precisa achar os 12 pontos no labirinto e picotar o papel, ou seja, um trampo da porra. Caracas, foi divertidíssimo, mas o troço é difícil viu?! Toda vez que eu virava num canto eu parava no mesmo lugar...viagem!!

Isso foi no meu AuPair Meeting. Fomos eu, Pat (minha coordenadora), Vincente (AuPair) e Gabs de intrusa. E rachamos o bico. Depois viajamos quase uma hora na estrada pra voltar pra South Bend e paramos para comer antes de chegar em casa. Lá tomamos banho, e nos arrumamos para encontrar com Emma e Kristy, minhas amigas do curso de inglês. Decidimos que iríamos numa balada gay. E fomos.

MEU DEUS....M...E...D...O!

Primeiro porque tinha um monte de travesti. Alguns eram fenomenais, divertidíssimos. Outros eram feios demais que se olhassem diretamente pra mim eu tinha a impressão de que viraria pedra. Mas enfim, depois de algumas perguntas do tipo "Is she your girlfrien?" (pra Gabs), e um cara deliciosamente lindo mas completamente viado.

Subimos para a "balada". O problema é que os gays aqui são diferentes do Brasil. Eu ia em balada gay no Brasil, você aquela gente toda se pegando, um fervor só. Aqui eu não sei, eles só se esfregavam. E eu achei aquilo mais promíscuo do que ficar beijando e tudo o mais. Não digo isso de gays só porque eu conheço muitos, e tenho amigos. Digo no geral, mesmo em uma balada hetero, aqui nos States, você vê as meninas se enfregando literalmente nos caras que elas não conhecem.

EU, SARA HECK, ACHO ISSO MUITO PIOR DO QUE IR NUMA BALADA E BEIJAR 15!...Mas, cultura é cultura.

Voltando a balada, rs.. A Gabs estava com dor de cabeça tadinha e ficou sentadinha. Eu, Emma e Kristy bebemos até não podermos mais. Não sei se foi as injeções de gelatina alcoólica, ou os tubos de ensaio do mal, ou as mil e uma cerveja que tomamos, só sei que no fim estávamos abraçadas e apontando para a bandeira americana que era assim:



e dizíamos: GOD, BLESSED GAYS..I LOVE GAYS....I'M GAY....

Ou seja, eu fiquei completamente

.

.

.

.

.

embriagada!!!

Foi divertido demais!!

Um comentário:

Mari disse...

Oie Sá!!
Vou me lembrar deste seu post qnd eu tiver ai!!
Vou pensar duas vezes antes de ir numa baladinha gay!!
Vou pensar duas vezes antes de beber tds e fik abençoando os gays e dizendo q sou uma!!
huahauhauahhauhauha

Tenha uma ótima semanaaa!!!
Bjim^^