quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Se é isso que se chama amor...

Não chego a pensar nele 24 horas do meu dia, talvez alguns minutos. Não perco noites de sono surpirando, mas tenho sonhos interessantes, relaxantes. Não conto os segundos para encontrá-lo, mas sempre me arrumo ao máximo, com perfume, maquiagem, roupa. Ando me cuidando mais...
Não, talvez eu não esteja loucamente apaixonada....Mas pode ser um começo. Eu ando meio cabreira, meio sem querer me envolver, e está funcionando. Pelo menos eu estou curtindo bastante, até acho que sou egoísta. Eu digo, não sou de ninguém, e não ando me resguardando, mas ultimamente é só com ele que me encontro, ou melhor, que me proponho a.
É bebé, nem eu sei o que quero, só sei que está ótimo. Toda vez que penso que está passando dos limites fico apreensiva, tento conversar, mas depois me vem uma preguiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiça de entrar nesse assunto e acaba ficando tudo igual.
Ou seja, eu não sei se caso ou se compro uma bicicleta, mas decididamente vou continuar como estou.....

Um comentário:

Derla Cardoso disse...

É foda, muito foda!