domingo, 28 de junho de 2009

Corporation's Weekend!


Para variar eu me diverti nesse final de semana, e com isso não peguei ninguém. Está virando uma rotina que não está me incomodando, prefiro não ficar com nadie a ficar com qualquer, por isso estou felicíssima com minha vida.

Sexta fui trabalhar e depois fomos no Exquisito. Dessa vez foram mais pessoas do que eu estava esperando. Além da minha dupla dinâmica (Tice e Cinthya), foram Primo e Flavio, Cibelle, Dani, Renan e namorada, Lívia e namorado e roommate, Luis, Renato amigo da Cy. Entre tequilas, cerveja, vinho, hambúrguer e calabreza conversamos sobre todos os problemas do mundo, brindamos sempre à memória de Michael, e cantarolamos. Chegamos as 19, saímos à 1h. Claro que cheguei em casa estava tudo girando, como a música da Elis "minha cabeça rodando, rodava mais que o casais..." Dormi!

Acordei sábado e fui no mercado fazer a compra do mês. Olha o preço aqui, reclama daqui, comrpa mais barato, deixa de comprar isso pra comprar aquilo.... Depois desse lenga-lenga fomos pra casa e decidimos esperar para ver o que fazer. Minha tia sempre linda veio visitar-nos, comemos pastel.. Ia sair com o pessoal do trabalho de novo, iria ao cinema e depois iria ao baile do Jean (meu primeiro professor de dança) com o Luis. Infelizmente nesse interim eu tive uma briga feia com uma das pessoas que me encontraria no baile e desisti de ir. Aliás, falei tanta besteira me deixando levar pela situação que acho que acabei magoando mesmo ese alguém, e isso me deixou bem chateadinha... Mr. Neguxo também iria sair comigo, mas ele deu pra trás!!

Encontrei com o pessoal no cinema à 22h30, estavam eu, Luis, Flavio, Cibelle, Paulão, Alessandra, e Gisele (amiga do Flávio). Eu assisti o filme mais absurdo da minha vida, chama Sex Galaxy. Um filme totalmente trash retrô mas falando do futuro. A história é mais ou menos assim:

Instituiu que não se pode mais fazer sexo na terra por causa da super população e o fim dos recursos naturais. Só poderia fazer sexo com sua esposa só depois de casar. Astronautas americanos descobrem um planeta habitado apenas por mulheres com alto tesão e dinossauros. E dominado por um robô que procura uma esposa. Se não bastasse essa história louca, a tecnologia era a mesma usada em Jaspion... Enfim, era trash e nós fomos.

De lá, 1h30, paramos pra comer uns mistos quentes e fomos pro Milo. Não conseguimos entrar pela quantidade imensa de pessoas, e decidimos ir pro Astronete (aquele que eu sou taxada de sapata). Foi divertido, dancei sem muita empolgação mas dancei.. Bebi minhas catuabas de lei e encontrei um pessoal da faculdade lá. Só sei que ficamos mais de hora na fila pra pagar e quando saímos do lugar eram 5h30. Mas nem percebi o tempo passar.

Moral:

- Estou pobre!
- Briguei com alguém!
- Bebi!!!
- Chorei pelo Michael
- Tive revelações que me fizeram repensar no que as pessoas falam pra mim
- Rachei o bico!
- Assisti um filme trash!!!!!

Pensando bem, posso até ter saído no lucro.

Um comentário:

Derla Cardoso disse...

haha êita Sara Heck! Adoro filme trash!