segunda-feira, 8 de junho de 2009

Gum with Banana

Ontem fui na minha primeira Micareta. Micareta mesmo, daquelas de abadás e milhares de pessoas. Fui no Nana Fest...Fui porque nunca tinha ido, porque todas as minhas amigas foram, porque eu devia isso a mim mesma, porque eu falava de micaretas sem saber o que eram...Fui pela primeira vez....E última!

O clima é de festa, todo mundo muito feliz. Bebemos no estacionamento como se não houvesse amanhã, e de fato não há. Já entrei pra lá de baguidá. Os homens chegam em você, chegam né, tropeçam em você como ogros...Te abraçam, você tenta se desvencilhar, eles te seguram, são mais fortes que você, puxam sua cabeça e metem a língua nojenta deles dentro da sua boca. Como você não está esperando por isso, não tem tempo pra fechá-las e quando vê está beijando na boca de um cara que poderia, facilmente, estar abusando sexualmente de você. Nessa brincadeira idiota eu nem sei em quantos Maníacos da Micareta eu fui pega. Beijar beijar mesmo foram em apenas 2, que eu realmente parei pra conversar. Por isso não sei quantos foram. Só sei que juntando todos não dá um beijo que preste.

Outro problema é a roupa igual. Você se perdeu...fudeu!! Não vai encontrar seus amigos nunca mais. As meninas todas estilizaram seus abadás, quando mais curto melhor para algumas. Uns homens horrorosos que devem se sentir muito bem em um ambiente de gente feia. Umas tiazonhas que pararam no tempo e deixaram passar os namorados que poderiam virar maridos e filhos e etc. Curtiam como jovens adolescentes. O que pra mim tá beleza, mas não é a "cara" delas.

Vi meninas chorando por meninos de lá, que conheceram lá e que tiveram a falsa e pífia esperança de poder torná-los namorados. Chorando...

A música valeu, a animação é muito boa, os sorrisos. Mas não é um ambiente em que você poderia ir namorando, e sozinho. Não dá, para as mulheres é impossível. Se o homem não for tão "bonito" pode até ser que a loucas micareteiras deixem passar em branco.

Camarote talvez seja mais interessante.

Mas agora eu posso contar das micaretas e posso dizer que já fui em uma, que curti mas que tenho muitas reclamações e que gente bonita não existe em lugar assim. São mais pessoas que não tem auto-estima ou acham que não conseguiriam pegar alguém em um ambiente comum..

Claro, há aqueles que curtem a experiência. Tem louco pra tudo!
Só iria de novo se me pagassem, e se o convite fosse tentador. Gastar 60 reais ou mais pra isso aí, sem ser Carnaval...Nem morta!
Sem falar no meu anel, dado pelo Neguxo, e que eu prezo tanto e que amava...e foi levado por um louco infantil e brocha que ao pegar no meu braço -sem perissão - deslizou sua mão nojenta, de masturbador de catálogo de sutiã, na minha mão, levando assim o meu anel, que eu cuidei durante meses com carinho e que agora nem tenho coragem de contar pro Neguxo que o perdi assim, tão ridiculamente!!
Nem morta!

4 comentários:

Braz disse...

pra mim foi isso ai foi estupro!

Derla Cardoso disse...

Não foi por falta de aviso...

Aline disse...

Olá!
Leio seu blog desde da época de aupair e tals em que vc não tinha cama e Rosana era uma Louca. Mas esse post ficou digno de matéria para a Folha Ilustrada. Concordo com vc em tudo o que disse sobre micareta e com essa riqueza de detalhes continuo com a minha idéia de não aparecer em uma. Mais uma vez....AMEI o post!

Betto disse...

Deos Pai… Eu nunca fui, falo mal e seguirei falando mal…

O mesmo vale para as tais raves…

BTW, gostei do seu estilo de escrever! Tem um quê de Sex And The City, mas, ao mesmo tempo, com a dose certa de ironia tipicamente tupiniquim! Show! Parabéns!