quinta-feira, 9 de abril de 2009

Freaking out

ENTREVISTAS,
ENTREVISTAS,
TEXTOS,
TESTES,
FALAÇÃO,
MENTIRAS,
OMISSÕES,
SORRISOS,
SIMPATIA,
FALSIDADE...

I can't stand it anymore... Eu juro que pensei que seria mais fácil, eu tenho experiência na área, eu tenho inglês fluente, ótimo espanhol, excelente português, experiência com outras culturas e já morei fora. Já dei aula pra muita gente, ou seja, tenho paciência, dinamismo e sou atenciosa. Já cuidei de crinça e trabalhei em buffet infantil, ou seja, friza a paciência e o dinamismo, e óbvio a pró-atividade. Já acompanhei eventos, sei trabalhar sobre pressão. Já passei madrugadas trabalhando lendo, clipando, puta trabalho chato, sou determinada. Além disso sou educada, de boa formação e até religiosa em alguns aspectos. Sou família, e tranquila.

Mesmo tendo todas essas fucking qualidades necessárias para uma boa carreira eu não consigo "a fuckin job"...

Daqui a pouco são 4 meses na luta, 20 entrevistas de emprego e nenhuma contratação. Ou eu sou muito ruim, ou jogaram um trabalho pra mim, ou eu sou muito boa, ou eu estou predestinada a fazer educação física, porque PORRA, VAI TOMAR NO CÚ.

Eu não aguento mais sentar numa mesa e falar quem sou eu, o que eu espero da minha vida, qual a minha pretensão salarial, quais as minhas qualidades e porque escolhi a porra de jornalismo.

Eu tenho vontade de ir de chinelo havaianas e top, com piercing no umbigo daqueles corretinhas e tatoo de rena. Porque além de tudo isso ainda tenho que me montar na porra de um salto que machuca meu pé como Jesus sendo crucificado.... Meu pé é delicado cassete, não posso ficar usando sandálias.

Eu já gastei tanto tempo e dinheiro fazendo entrevista que acho que seria mais fácil eu ir trabalhar no shopping. Ainda bem que eu não dependo do meu dinheiro pra pagar a faculdade (o que eu não sei até quanto tempo) senão eu já teria trancado por inadimplência.

Se não bastasse, toda vez que quero tomar uma cerveja ou me divertir eu tenho que pedir dinheiro pra minha mãe, que são 20 ou 30 reais que pesam no bolso dela que não está muito cheio.

Eu moro nos Jardins e não tenho emprego nem dinheiro..

E toda vez que eu faço a rotina diária de "quem eu sou" ou "o que é Deus", eles me falam na maior cara lavada que vão me mandar uma resposta negativa ou positiva. Só que nunca fazem.
E quando fazem vem na seguinte frase:

"Você não tem o perfil pra vaga"..

ENTÃO VA SE FODER...

Porque agora é feriado, mas pra mim não é porra nenhuma. Eu vejo gente reclamando do meu lado que graças a Deus não vão trabalhar no feriado e eu???? Tenho vontade de mandar a merda porque nem isso eu posso dizer..

Não quero nem ver a próxima entrevista.....

Um comentário:

Derla Cardoso disse...

Pó sarita calmaaaaaaaaaa......vc é foda e vai conseguir um trampo muito fmz!!!!!!!!!!!!